Democrata diz que PTN faz “papelão” em Camaçari

O presidente do Democratas de Camaçari, Helder Almeida (foto), disse hoje que a decisão do PTN de aderir ao PT e ao governo Rui Costa fez “naufragar” os planos do partido de encabeçar uma aliança oposicionista para disputar a prefeitura [...]

LEIA MAIS

IMG_6963

Democrata diz que PTN faz “papelão” em Camaçari

IMG_6963

O presidente do Democratas de Camaçari, Helder Almeida (foto), disse hoje que a decisão do PTN de aderir ao PT e ao governo Rui Costa fez “naufragar” os planos do partido de encabeçar uma aliança oposicionista para disputar a prefeitura do município em 2016. “Agora, o PTN está prestes a desempenhar o lamentável papelão de lançar uma candidatura a mando do PT apenas para tentar dividir a oposição. Essa mesma estratégia foiutilizada pelos petistas nas eleições de 2012, quando obrigaram o então vereador José de Elísio a lançar candidatura pelo PP apenas para dividir os oposicionistas”, declarou Almeida.

 

Para Helder Almeida, ao aderir ao governo Rui Costa, o PTN abriu mão de “ter uma candidatura séria” em Camaçari. “O que restou foi uma armação apenas para tentar dividir a oposição. E o PT confirma essa armação na medida em que não exige do PTN a mesma contrapartida cobrada ao PDT em Salvador, que é a do alinhamento total. São dois pesos e duas medidas que só servem para comprovar o jogo sujo que planejam fazer em Camaçari”.

 

Aleluia diz que fisiologismo é coisa da velha política do PT

Aleluia

“O compromisso do prefeito ACM Neto é com o povo de Salvador. Os resultados de sua gestão deram uma nova cara à nossa capital e, em pouco tempo, ele conquistou a aprovação dos soteropolitanos. ACM Neto está certo quando não se curva a interesses menores de um partido”, afirmou o presidente estadual do Democratas, José Carlos Aleluia (foto), reagindo às tentativas do PTN de escamotear a verdade sobre a saída da legenda da base de apoio ao governo municipal.

De acordo com Aleluia, a nova política lançada por ACM Neto em Salvador não combina com chantagem nem com a negociação de valores que são caros à democracia. “O fisiologismo é coisa da velha política do PT. ACM Neto é o novo. A ele, Neto, não interessa a prática do loteamento de cargos que tantas conseqüências nefastas têm causado ao nosso País, a exemplo dos escândalos da Petrobras”.

 

 

 

Oposição diz que digital de Caetano está na mesa de Ademar

13874723823_91efd6b30e_o

O líder da oposição em Camaçari, vereador Antonio Elinaldo (DEM), disse que o ex-prefeito Luiz Caetano (PT) não vai conseguir fugir da responsabilidade pela “péssima” gestão do sucessor Ademar Delgado (PT). “Caetano é o grande padrinho político de Ademar. Manteve no governo do sucessor seus principais secretários e indicados. E deixou um legado administrativo e político, sempre dizendo aos quatro cantos que a Prefeitura estava em boas condições financeiras, o que nós, da verdadeira oposição, sempre questionamos. A prova de que estávamos certo é que Camaçari hoje enfrenta enormes dificuldades e segue estagnada”, afirmou Elinaldo (foto).

Para o vereador, Ademar Delgado assumiu a “herança maldita” de Caetano e, por conta disso, encontrou uma Camaçari com “enormes dificuldades”. “Agora, numa manobra política, Caetano tenta se livrar do problema rompendo com Ademar. É uma tentativa de fugir da responsabilidade. Mas a população sabe que nós é que fazemos a verdadeira oposição, nós é que fiscalizamos o governo petista em Camaçari como fizemos na época de Caetano e denunciamos a forma desastrosa com que o ex-prefeito administrava a cidade”.

Elinaldo acredita que a população reconhece a presença de Caetano na gestão de Ademar Delgado, bem como da deputada estadual Luiz Maia. “Já pensando nas próximas eleições, ano que vem, anunciam um rompimento como manobra política. Depois de terem ficado dois anos no governo e indicado centenas de cargos comissionados, a digital de Caetano e da deputada Luiza Maia não vai sair da mesa do prefeito Ademar. Essa digital sempre estará presente em toda a estrutura administrativa de Camaçari nessa gestão”.

O vereador finalizou afirmando que Caetano e Luiza Maia participaram diretamente das principais decisões da gestão de Ademar Delgado. “Eles também são responsáveis pelo caos administrativo que se instalou na cidade. Eles se utilizaram da estrutura da Prefeitura para eleger parentes na Câmara Municipal de Camaçari e para suas próprias campanhas a deputado federal e estadual. Tanto que só anunciaram o rompimento após o período eleitoral de 2014″

Credenciamento para Carnaval 2015 prossegue até dia 30

A Assessoria Geral de Comunicação (Agecom) da Prefeitura do Salvador prossegue, até o dia 30 deste mês, com o credenciamento de jornalistas e veículos de comunicação para o Carnaval 2015. A solicitação das credenciais deve ser feita materia carnavalexclusivamente através do site www.credenciamento.salvador.ba.gov.br. Os pedidos serão analisados e respondidos pela própria Agecom e não serão aceitos após o prazo.

Assim como em 2014, as solicitações de credenciais podem ser feitas no modo empresa ou individual. No caso da opção por empresa, é possível credenciar mais de um profissional de imprensa por vez. Quem se credenciou em 2014 pode resgatar os dados com o uso da mesma identificação e senha fornecidas anteriormente, bastando editar as informações solicitadas pelo sistema. Ainda no caso do Carnaval, existem três opções de credenciamento: a geral, a dos praticáveis de rádio (até três profissionais por veículo, com número limitado de cabines) e a que dá acesso ao Camarote Oficial da Prefeitura.

No caso de uma solicitação nova, ao entrar no site é preciso logo escolher qual é o modo de credenciamento, se individual ou por veículo. Ao fazer isso, é necessário definir o evento: Réveillon ou Carnaval. Para acessar os dados cadastrados ano passado, é só informar a identificação e a senha. É possível recuperar a senha clicando em “Esqueceu a senha?”. Nesse caso, os dados são enviados para o e-mail informado ao sistema em 2014. ​

Presidente do DEM critica incoerência do PTN

1800214_216463015216370_1422254411_n

O presidente do Democratas de Camaçari, Helder Almeida (foto), saiu em defesa do prefeito ACM Neto e criticou a direção do PTN, partido que abandonou a administração municipal em Salvador para se aliar ao governo estadual, em troca de cargos. “O presidente estadual do PTN não tem a menor condição de falar em caráter e coerência com o prefeito ACM Neto e com ninguém. Aliás, caráter e coerência são palavras que não existem no dicionário dele. Quem o conhece sabe que estou falando a verdade”, afirmou Helder Almeida.

 

De acordo com o presidente do Democratas, o fato de aceitar cargos para apoiar o governo estadual mostra o fisiologismo dentro do PTN. “Há dois anos, quando foi candidato a prefeito de Camaçari, o atual presidente do partido trocou até de nome para se tornar conhecido. Durante a campanha, ele sempre criticou o PT e chamou Caetano (o ex-prefeito Luiz Caetano), a deputada Luiza Maia e o então candidato Ademar Delgado (atual prefeito) de corruptos. Agora, estão juntos”, ressaltou. “Com que cara ele vai explicar à população de Camaçari sua posição agora?”, indagou. Helder Almeida disse, ainda, que o prefeito ACM Neto agiu corretamente ao não aceitar a chantagem do PTN.

 

“ACM Neto fez o que tinha de fazer. Rechaçar a chantagem e deixar  a banda pobre, a falsa oposição de Camaçari, migrar para o governo. Agora, mais do que nunca, a população de Camaçari sabe quem é a verdadeira oposição na cidade. Essa atitude demonstra de forma clara a falta de coerência política e respeito ao povo de Camaçari”, concluiu Helder Almeida.